A tábua de queijos perfeita

A tábua de queijos perfeita

Para começar, vamos explicar-lhe quais os tipos de queijo a ter na sua tábua e, depois, falar-lhe-emos do corte ideal e dos acompanhamentos a considerar.

Os tipos de queijo:

Comecemos pelos tipos de leite dos queijos: o ideal é garantir que a tábua tem pelo menos um de cada (vaca, cabra e ovelha)! Normalmente, o de vaca, é o mais fácil de agradar até aos mais difíceis. Aproveite a nossa promoção e leve já este, considerado "sabor do ano" por dois anos consecutivos:













Aposte também em diferentes consistências: queijos mais amanteigados e suaves e queijos mais fortes, dos mais intensos com textura dura e dos mais suaves, com textura firme, mas amanteigada. Pode sempre alargar a oferta e acrescentar alguns queijos com ervas e/ou temperos incomuns, como o queijo de maçã e canela, da Quinta da Tapada.

O corte perfeito:

Corte sempre os queijos com facas diferentes, não só para garantir as fatias perfeitas, mas também para não misturar sabores: uma de gume estreito e em ponta para os queijos de pasta mole e outra de gume largo para os queijos duros e de grande dimensão.

Os queijos cilíndricos horizontais devem ser cortados em fatias e, depois, em triângulo a partir do centro de cada fatia, os queijos pequenos devem ser cortados até oito fatias triangulares (queijos com menos de 100g devem ser partidos em metades); os queijos esféricos devem ser partidos em quartos e, por fim, para cortar queijos em forma de pirâmide, deve-se cortar um triângulo sempre a partir do ponto mais alto.

Os acompanhamentos:

Comer queijo com queijo parece aborrecido, não acha? Inclua sempre alguns extras na sua tábua que ajudem a cortar o sabor dos queijos mais fortes e a “refrescar” o paladar. O ideal é oferecer sempre algumas tostas finas, para comer com, ou entre os queijos. Fruta fresca e compotas, para conferir à degustação um toque “agridoce”: aposte em maçãs, pêras e uvas - frutos muito ácidos vão alterar o paladar. E, por fim, mel. Já provou tostas com fatias finas de queijo e um fio de mel em cima?

Para que fique tudo na perfeição, não pode faltar o vinho. Que, com a tábua de queijos, deve ser tinto, para que se sinta o seu sabor. Não opte por um tinto muito encorpado, ou o queijo ficará a perder. O ideal é um frutado, como o Carqueijal, que até pelo nome pede para ser acompanhado com queijo!

Posted on 2017-01-05 Home 0 818

Deixe o seu comentárioDeixe a sua resposta

Arquivo

Categorias

Últimos comentários

Procurar

Prev
Next